segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Pais egoistas

Deus abençoe e ilumine a todos...

Mais uma semana começando e tenham certeza...Problemas...Adversidades...surpresas acontecerão...Porém basta a cada um de nós tirarmos proveito de cada situação adversa...Enfrentem seus problemas de frente...lute sempre de cabeça erguida e busque sempre resolver as batalhas da vida de forma que você a cada dia veja que a vida é mais simples do que parece e que tudo o que acontece com você e comigo é normal e todos estamos sujeitos a passar por momentos difíceis...Tudo isso nos faz crescer e a reclamar menos da vida...Quando enfrentamos as adversidades de frente...Saímos fortes e satisfeitos conosco mesmos, pois descobrimos uma força que nem nós mesmos imaginávamos, mas ela esteve e sempre estará ali, basta que busquemos usa-lá...E gosto muito daquela frase..." Quem tem medo de sofrer, não merece ser feliz".

No post de hoje irei tocar num assunto bem delicado, pois cada um de nós pais e mães temos uma maneira, uma "fórmula" de educar nossos filhos e sempre achamos que estamos certos, porém como escrevi no último post, sempre iremos errar tentando acertar.

Ontem estávamos numa roda de amigos, quando um homem com seus 53 anos de idade, pai de 3 filhos desabafou e ele falou o seguinte:

" Protegi demais meus filhos quando eram pequenos, jovens, não deixava eles fazerem nada sozinhos, não deixava eles andarem duas quadras a pé, por medo que acontecesse algo com eles, parava tudo que estava fazendo pra buscar eles onde estivessem, pois para mim eu estava protegendo minhas maiores riquezas e era o melhor pai do mundo...Porém hoje vejo que errei e que essa nova geração de pais esta errando assim como eu...Hoje meus filhos entre seus 24 e 28 anos, não trabalham, ainda estão na minha casa e olham pra mim e falam..." Pai arruma emprego pra gente"...Criei meus filhos totalmente dependente de mim e não para o mundo, nem um currículo eles tem coragem de levar numa empresa, eles tem medo da realidade la fora, mas a culpa é minha e sei que não sou eterno assim como a mãe deles também não... E ai o que será deles?" E assim ele acabou o "desabafo" olhando para o horizonte por alguns minutos e talvez pensando de como gostaria de voltar no tempo e mudar suas atitudes como pai.

Essa conversa e esse desabafo me fez pensar muito sobre educação, filhos, mundo, independência e realmente nós país atuais na minha opinião ,estamos falhando muito...Os noticiários sempre nos amedrontam cada vez mais e a nossa falta de tempo para com nossos filhos, nos faz termos cada vez mais medo de perde-los, pois se isso ocorresse iriamos nos ocupar eternamente, porque sabemos que a culpa é sempre nossa, sabemos que essa história de..."Trabalho demais pelo bem dos meus filhos"...Ou..."Tudo que faço é por eles"...Meus amigos querem que seus filhos se sintam bem com as atitudes de vocês? Então arrumem tempo para ficar com eles, conversar, educar, aconselhar, mostrar que o mundo lá fora não é tão simples como parece, mas que também não tem nada demais, enfim, sejam presentes na vida de seus filhos, falei presentes e não super protetores, vocês leram o desabafo do pai acima...


Você sabia que até os 6...7 anos de idade...A grande maioria das crianças ficam 7.000 horas na frente de uma TV? Sim...eu falei 7.000 horas...Você acha que você pai...mãe...fica 7.000 horas ao lado do seu filho até ele completar seus 7 anos de idade? E você sabe que é devido a isso que o tempo máximo de concentração de uma criança, um jovem é de 6 minutos? Isso porque o bloco de um desenho, novela, filme dura em média 6 minutos, depois vem os comerciais...Viram como uma coisa leva a outra e nem percebemos. Mas falaremos mais disso em outro post.

Precisamos preparar nossos filhos para o mundo, precisamos parar de pensar em nós...Precisamos deixar de lado esse sentimento egoísta de pais e mães (medo de perder) e deixá-los serem felizes...Por favor não me entendam mal...Enquanto estou escrevendo esse post...Raisinha esta dormindo na minha cabeça ( estamos sofá) rsrs...Eu particularmente crio a Raisa de forma mais independente, mas claro com limites, e ela tem a personalidade dela também, eu sempre busquei não fazer dela uma coitadinha por tudo que passou e passa ( tem coisas que contarei só no livro viu pessoal), enfim, pois se eu passar esse sentimento de dó pra ela, ela sempre se veria como uma coitadinha, infeliz, triste, sem perspectiva e que todos deveriam olhar pra ela e ajuda-lá, pois ela passou por tantas coisas dificeís...Não é bem assim que funciona, temos que pensar em nossos filhos e não em nós, eles tem toda uma vida pela frente e nós nem sabemos até quando ficamos por aqui.

É até difícil escrever sobre isso, pois muitos de vocês devem estar perguntando, mas e a criminalidade que esta cada vez pior, como posso deixar meu filho andar por ai? Mas vocês hão de concordar comigo que a criminalidade existiu, existe e sempre vai existir, precisamos lidar com isso, infelizmente nosso país tem outras prioridades que nos faz ficar cada vez mais reféns disso tudo, particularmente falando como pai, não imagino meus filhos morando aqui, mas isso também é outro assunto que trataremos em outra ocasião...Mas enfim vamos tentar equilibrar nossa proteção para com nossos filhos para que lá na frente nós não nos arrependamos de nossas atitudes...Criemos nossos filhos de forma que eles sejam felizes ontem, hoje e sempre, de limites, fale não, isso é educar, porém elogie quando acertar, corrija quando errar e o ajude a se tornar um cidadão/cidadã que sabe o que quer e luta pelo que quer e que sempre enfrentará as fases da vida, sabendo que nada vem de graça, que nada cai do céu e que o difícil é mais gostoso e que no final todo sofrimento vale a pena...Filhos são heranças do Senhor, não estrague o bem mais precioso que Deus lhe deu...Nosso pai celestial a qual uma grande maioria segue e acredita nunca nos falou que seria fácil e nunca nos prometeu facilidade em algo, mesmo assim ainda é o melhor de todos...Ensinemos nossos filhos desde pequenos a lutarem pelo que querem e a entenderem que isso faz parte do processo e que é algo normal...Aprendam a dizer NÃO para seus filhos, la na frente eles irão te agradecer por isso...Tirem seus filhos da frente da TV, é muito prático, ligar a tv e sentar seu filho na frente dela, porém você irá pagar um preço bem alto...As crianças e jovens de hoje em dia nem lêem mais, nem buscam isso e a culpa é nossa, pais que vivem ocupados e sem tempo para nossos filhos e que tentam melhorar isso enchendo os filhos de bens materiais...deixando os filhos com um tablet na mão o dia todo...ou...frente da TV...Enfim....pensemos mais em nossos filhos e não em nós...Estamos numa geração de pais egoístas...Seu filho não pode pagar o preço do seu egoismo e lembrem-se sempre...Criança gosta de brincar com criança e isso faz muito bem pra eles...Desde o instinto, até a socialização, disciplina, estar em grupo prepara nossos filhos para vida, pois eles sempre terão de lidar com pessoas.


Pessoal esse post é bem delicado, por favor fiquem a vontade para fazerem os comentários e expor os sentimentos de cada um...E se tiverem alguma experiência por favor compartilhem conosco aqui ou na fan Page Diário da Raisinha, assim como quando ouvi aquele senhor de 53 anos falar mexeu muito comigo e me fez repensar em muitas coisas, creio que todos nós possamos ajudar a outros país a serem ainda melhores e criarem seus filhos para derem felizes....E claro falem sempre de Deus para seus pequenos, mostrem sempre a eles que existe algo muito maior do que tudo que vivemos ou vivenciamos.

Obrigado a todos que nos curtem, nos acompanham através do Instagram @rafaeldelcol, na fan page Diário da Raisinha...Obrigado pelas mensagens de carinho, tento responder a todos, mas espero que entendam que é bem difícil, mas leio todas...Vou pegar um mês e selcionar várias mensagens e postar aqui para que vocês que nos acompanham tenham idéia de como o blog ajuda milhares de pessoas de maneira que jamais eu imaginaria...Só pra vocês terem uma idéia...Homens mudaram sua opinião sobre ter filhos após lerem o blog...Eles não queriam...Porém analisando todo o processo decidiram conhecer esse amor inexplicável...Olha isso...maravilhoso né...E que Deus continue nos usando.

Deus abençoe a todos.

Uma atitude, muda toda uma história.






15 comentários:

  1. Concordo pois me vi agora uma mãe egoísta pois meu filho de 6anos adora TV e pois sim tem a irmazinha de quase dois 2 anos e vi no seu post que eles merecem muito mais do que o mundo virtual e outros. Pois acho que o trabalho muitas vezes é mais importante é não é, obrigada Rafaeldelcol pois vc abriu os meus olhos.

    ResponderExcluir
  2. Concordo pois me vi agora uma mãe egoísta pois meu filho de 6anos adora TV e pois sim tem a irmazinha de quase dois 2 anos e vi no seu post que eles merecem muito mais do que o mundo virtual e outros. Pois acho que o trabalho muitas vezes é mais importante é não é, obrigada Rafaeldelcol pois vc abriu os meus olhos.

    ResponderExcluir
  3. Prezado Rafael,

    Que exemplo de superação, imagino que não foi fácil passar por tudo, mas me emocionou o que fez das fotos e principalmente de ajudar a sua filha a lembrar sempre da mãe.

    Força e Coragem que o Senhor irá abençoa-lo sempre...

    ResponderExcluir
  4. Meu pai sempre foi bem protetor em relação a eu sair sozinha. Mas graças a Deus, isso passou. Hoje em dia, saio comprar coisas que preciso, ir pra escola, casa de parentes, tudo sozinha.

    ResponderExcluir
  5. Oi Rafael meu nome é Alex tenho 42 anos e sou empresário no ramo de brinquedos no interior de São Paulo , tenho 1 filho de 24 anos (1° casamento) e 1 filha de 7 anos do atual casamento , meu amigo a sua história como a de muitas pessoas é muito tocante principalmente da forma que é conduzida e contada ,percebe-se muito amor envolvido , há 3 anos atrás sofremos 2 assaltos á mão armada em 30 dias , dentro de casa , onde minha filha tinha apenas 3 anos e viu tudo inclusive no segundo asslto as cens de violência onde fui espancado pelos ladrões por quase 2 horas , viu as armas nas mãos deles , me viu amordaçado , ensanguentado e sendo ameaçado de morte com armas na cabeça a todo instante , graças á Deus ficou só nisso com apenas sequelas psicológias principalmente nela , no mesmo dia fui embora da casa e hoje toda a família está ainda muito traumatizada (e creio que isso nunca passará ) mas o que quero dizer com tudo isso ...é que sua história me ajuda a lembrar que momentos ruins , nos dão força para lutar e nos aproximar mais de quem amamos , e tembém renovou esse sentimento em mim de proteger e amar minha família como se não houvesse amanhã , minha filha como muitos pais por aí hoje é criada de forma protetiva com um pouquinho de independência mesmo a gente sabendo que é errado , mas quando lembro do ocorrido quero abraçá-la e protegê-la do mundo lá fora , sei que um dia isso pode prejudicá-la mas é meu dilema , pois ao mesmo tempo que quero que seja independente , tb não quero que ela corra nenhum risco como já correu , então parabéns pelo seu blog e pela sua força de pai/mãe . Alex (pai da Eloáh)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passei por uma experiência parecida (assalto em casa na madrugada como reféns), mas no caso, meus pais idosos, é que são meus bebês. Bom, eu estive muito desesperada e, embora de imediato, agradecesse a Deus por ter mantido nossas vidas, fiquei com medo de todos os ruídos na rua, pero de casa, nas casas dos vizinhos e, com os meses, fiquei questionando Deus pelo porquê disso ter ocorrido. Comecei a ler o blog há dois dias e o Rafael falou duas coisas muito importantes que eu não estava fazendo bem feito: orar por todas as atitudes que irei tomar, por todos os anseios e pedir que Deus me revele o caminho a seguir. Isto está me tornando mais forte. No momento não tenho dinheiro para me mudar para um bairro mais seguro, mas vou colocar nas mães D'Ele que nos prepare um novo lar, no bairro em que Ele achar que seremos felizes. Só quem passou por essa experiência sabe como é difícil continuar vivendo na casa invadida, mas o nosso lar está sendo abençoado e, aos poucos, vamos recuperando a paz de espírito. Espero que Deus sare os seus traumas e de sua família. Fique com Deus!

      Excluir
  6. I love visiting your page for the reason that you often give us huge posts about computers and technology. exceptional write up breathtaking Job once again. I plan to put this internet site in my favorites list. I think I shall subscribe to the web page feed also


    http://superpowervxfunciona.com/fatormax-funciona/

    ResponderExcluir
  7. Oi Rafael,meu nome é Priscila, parabéns pelo seu blog,sábias palavras que me transmitiram aqui do outro lado uma paz interior muito boa,tens uma família linda.
    "Basta ser sincero e desejar profundo você será capaz de sacudir o mundo"
    Esse é meu grito de guerra todos os dias para continuar a minha caminhada e com muita fé em DEUS.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Oi Rafael... Fiquei comovida com a sua história e do
    Mesmo tempo mto
    Feliz por saber q ainda existem pessoas de bem n
    Mundo tão caótico! Gostaria q vc falasse um
    Pouco sobre adolescentes e drogas em
    Especial
    Maconha. Hj os jovens tem uma visão q maconha não e Nd... Somente um
    Baseado sem
    Gdes transtornos...

    ResponderExcluir
  9. Caro Rafael.
    Hoje tomei a decisão de escrever o meu diário de transformação em um blog...
    Tenho um problema, nada comparado ao que você passou, mas sinto que ele me paralisa.
    Resolvi mudar a minha visão e as minhas atitudes e vou escrever no meu novo blog.
    Procurando por uma inspiração encontrei o seu blog e me encantei. Tens aqui mais um leitor.
    Depois vou divulgar meu blog aqui para que o veja.
    Um abraço.

    Thalles Milanio

    ResponderExcluir
  10. Caro Rafael.
    Hoje tomei a decisão de escrever o meu diário de transformação em um blog...
    Tenho um problema, nada comparado ao que você passou, mas sinto que ele me paralisa.
    Resolvi mudar a minha visão e as minhas atitudes e vou escrever no meu novo blog.
    Procurando por uma inspiração encontrei o seu blog e me encantei. Tens aqui mais um leitor.
    Depois vou divulgar meu blog aqui para que o veja.
    Um abraço.

    Thalles Milanio

    ResponderExcluir
  11. Rafael soy ana desde argentina aqui sucede lo mismo por miedo limito a mis hijos mi mama nos dejaba salir a jugar ir solos al colegio peto me cuesta soltarlos solos y yo deseo q sean libres y felices gracias x recordarme q hay un Dios q los protege desde mañana mi meta sera ir aflojando la soga hasta dejarlos libres bss

    ResponderExcluir
  12. Rafael soy ana desde argentina aqui sucede lo mismo por miedo limito a mis hijos mi mama nos dejaba salir a jugar ir solos al colegio peto me cuesta soltarlos solos y yo deseo q sean libres y felices gracias x recordarme q hay un Dios q los protege desde mañana mi meta sera ir aflojando la soga hasta dejarlos libres bss

    ResponderExcluir
  13. Not too long ago, I did not give a lot of thought to making comments on blog page articles and have placed feedback even much less. Reading by way of your pleasant article, will support me to do so sometimes.





    http://eremaxfuncionabr.com/genius-x-farsa-ou-falso/

    ResponderExcluir
  14. Parabéns pela sua decisão e coragem em criar sua filha sozinho, parabéns por criar o blog e compartilhar com outros pais e mães suas experiências e reflexões sobre a vida e os filhos. Linda atitude!
    Me identifiquei com esse post. Recentemente me separei do pai do meu filho (mês que vem ele completa 5 anos) e um dos maiores atritos em nossa relação era esse egoísmo dele, dizia que não tinha tempo pra família e pro filho porque precisava trabalhar pra sustentar e dar o conforto, discordava disso! Tento ao máximo do meu tempo livre passear, curtir e fazer coisas diferentes com meu filho, mas, ajuda de profissionais e especialistas é sempre bom para que possamos nos alertar a determinadas atitudes como as que vc citou aqui nesse post. Então, lhe pergunto .. Vc lê algum livro sobre como educar o filho, de especialistas infantis ou algo assim? Indicaria algum?
    Continuarei acompanhando seu blog!
    Obrigada!

    Abs
    Barbara Santos

    ResponderExcluir